Relatos sobre o dia do exame da Certificação PMP – Project Management Professional

18, setembro 2012   •   (Não há comentários)   •   Autor: Thiago Dieb

No início da última semana consegui a minha tão esperada certificação PMP – Project Management Professional.

Uma longa jornada de quatro meses estudando e por fim minha meta foi atingida. Para as pessoas que acompanham meu blog, não se preocupem que ainda teremos dois post para fechar a série do Guia de estudos para a certificação PMP.

Hoje gostaria de relatar minha experiência durante o exame cansativo e estressante que tive que passar e provavelmente várias pessoas ainda passaram.

A caminho do exame e a chegada

Uma coisa que recomendo a todos que são ansiosos de natureza que tente dormir muito bem na noite anterior ao exame. Como sou uma dessas pessoas, não conseguir dormir muito bem, acordava a cada instante com medo de perder a hora. Em um determinado momento  que não conseguir mais dormir então me arrumei e tomei meu café da manhã, sem perder tempo fui para a instituição Prometric.

Cheguei uma hora antes do marcado e comecei a fazer coisas que me relaxavam um pouco como jogar no meu celular. Recomendo que isso seja feito um dia antes. Faça o possível para se distrair e tentar esquecer um pouco da pressão da prova.

A intimidação

Assim que cheguei na sala de aplicação do exame o atendente pediu para ler um documento com todas as instruções em seguida pedi-me para assina-lo, para comprovar que havia lido. Também pediram que guardasse todos os objetivos que havia levado em uma armário com chave, inclusive meu chocolate que havia levado (fiquei triste com isso, kkkk), a chave fica com agente.

Depois assinei outro documento que representa o controle de entrada e saída da sala. No mesmo instante informaram que a prova tem duração de 4 horas (como previsto), com mais 15 minutos antes de iniciar o exame com apresentação do software e 15 minutos depois para avaliação do atendimento e da instituição.

O que intimidou um pouco foi a quantidade de cameras espalhadas por todos os cantos da sala e nos corredores, parecia mais uma sala cofre, vista em filmes. Além disso, ainda passaram o detector de metais, antes de entrar na sala de prova, para comprovar que não havia nenhum aparelho eletrônico ou objeto.

O início

Claro que a tensa no início do exame é muito alta. O autocontrole deve prevalecer e foi assim que me mantive. As primeiras questões foram realmente mais fáceis, relacionadas aos conceitos e menos situacionais. Porém, aproximadamente depois da 30° questão  as perguntas começaram a trazer mais cálculos e necessitando de mais reflexões. A calma e o olhar no relógio foram cruciais.

Desespero e cansaço

Antes do cansaço a preocupação veio primeiro,  notei que estava atrasado, quando o relógio marcava 2:00  horas restantes para o fim do exame, eu ainda estava fazendo a questão 84 (deveria ter feito pelo menos 100). De qualquer maneira tentei me acalmar e lembrei que a grande parte das questões que me levou tempo foi as que exigiam cálculos e consequentemente poderia recuperar no decorrer do exame.

Entretanto, uma coisa que não consegui controlar foi o cansaço. Depois da 3 hora do exame,  sem parar, a cabeça começa a ficar mais lenta, isso prejudica um pouco mas a força de vontade de acabar a prova foi maior, também porque percebi que já tinha conseguido ultrapassar o relógio em relação as questões.

Faltando 20 minutos para o fim do exame, já estava na última questão e pronto para revisar os itens que havia marcado e como a cabeça já estava bem esgotada não tive paciência de revisar as questões e prossegui com a finalização do exame.

A angústia e a recompensa

Após responder as perguntas sobre o atendimento e a instituição a angústia começou a aumentar esperando o resultado do exame, mas em menos de 1 minuto o resultado apareceu na tela e finalmente vi o esforço de meses e experiência de alguns anos foram bem aplicadas.

Este aqui é o resultado da minha ralação





















Fico por aqui, mas lembro que a série “Guia de estudos para Certificação PMP” ainda continua.